Bem vindo ao Blog Según Galeano do Teatro de Senhoritas. Según Galeano é o novo processo do Teatro de Senhoritas. Estamos explorando o universo do escritor Uruguaio Eduardo Galeano através de "Missões" criadas por nós, ou sugeridas pelos colaboradores. Todo processo está sendo registrado aqui. As Missões estão escritas ao lado. Os vídeos estão nas páginas acima. Convidamos você a participar, comentar, questionar, sugerir missões e reflexões.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Os Filhos de África

Essa é minha missão da semana passada. Eu consegui fazer apenas de um episódio e não elaborei uma questão, o título do episódio já é a questão em questão...
Bem, a questão: Os Filhos de África.

"Não o sabe o corpo, que nada sabe, nem o sabe a alma que respira, mas o sabe a alma que sonha, que é a que mais sabe: o negro que se mata na América ressuscita na África. Muitos escravos destas ilhas* se deixam morrer negando-se a comer ou comendo nada mais que terra, cinza e cal; e outros amarram uma corda no pescoço. Nos bosques, entre as trepadeiras que caem das grandes árvores pendem escravos que não somente matam,ao matar-se, sua memória de dores: ao matar-se também iniciam, em branca canoa, a viagem de regresso às terras de origem."
(Fragmento de Mueren acá, renacen allá - do livro Memória do Fogo - extraído de 100 relatos breves, p. 28)








2 comentários:

  1. Parece que existe uma tensão no movimento da cidade. Não precisamos de nada para dar esse efeito.

    ResponderExcluir
  2. Concordo muito com a Dé sobre a tensão.
    Essa semana também vi uma poça de sangue na calçada. Mas não estava em movimento como esse. Era maior, mais líquido, e não respingava. Aquela parte da calçada estava isolada.
    Comecei imeditamente a confabular qual a história daquele sangue...
    Não tinha câmera em mãos.
    Abraços

    ResponderExcluir